*A sonangol e os melindres da nomeação do PCA.

58* A sonangol e os melindres da nomeação do PCA.

Da sonangol há muito que se lhe diga, e do muito, quase tudo em desfavor, há saber que a sonangol, enquanto empresa, gere os petróleos de Angola, e o petróleo durante longos anos, foi a fonte ilusória de que tudo em Angola era ouro sobre azul. Mas, baixa significativa do crude no mercado veio a originar uma crise sem precedentes no país, mas que na verdade, o angolano da classe média-baixa e baixa simplesmente, sempre viveram uma crise nunca antes declarada, há saber, o encarecimento do país que o tornou na cidade mais cara do mundo. No entanto, também devemos referenciar os feitos positivos a quem merece, quando os resultados ficam a vista de todos, não importa as suspeições ou polémicas que se gerou em torno da nomeação da nova PCA da sonangol enquanto filha do PR da república, por se esbarrar ao nepotismo, claro. Uma característica muito apreciada e praticada em África e Angola não faz excepção. E diga-se de passagem que a PCA, depois das arrojadas venda ambulante de ovos  e que provavelmente catapultou-a para outros negócios que por fim vieram a gerar as riquezas acumuladas. E veio provar isto, pela transparência a que se dignou mostrar-nos, ao apresentar o relatório da administração em conferência de empresa, e por onde ressalta o saldo positivo da empresa no exercício económico de 2016, depois das insidiosas quebras de receitas entre 2013 à 2016. Sinal de que o governo não tem sido suficientemente exigente para com determinadas empresas estatais?! Com estas estimativas, não nos resta, senão apoiá-la e suplicar as demais empresas, para a mudança de mentalidade. Minha compatriota, muito lhe agradeço pela coragem e empenho. Vamos trabalhar para o bem da nação!

Crónica de; Jonas Nazareth